KALI MALONE

Música, compositora e improvisadora com background em canto clássico e posteriormente guitarra, é quando chega à prática do órgão que parece entrar realmente no seu elemento enquanto criadora. Nascida e criada em Denver, estado do Colorado, aos 18 anos parte para estudar o instrumento em Estocolmo, onde reside há perto de uma década, e onde tem procedido a estudos académicos, elaboração de novos trabalhos, e a apresentação do seu impressionante débito de repertório próprio.

Ao contrário de muita da música feita a partir deste instrumento no último meio século concentrada em novas composições, Kali Malone está bastante longe de qualquer noção minimalista, apesar das qualidades ascéticas e estáticas que rapidamente se podem escutar na sua música. Trabalha profundamente timbragem, tem feito trabalho de estudos avançado sobre as possibilidades de afinação e temperamento no instrumento; e, para combater, como ela diz e bem em entrevista, o facto do órgão ser um instrumento com muito pouca dinâmica, costuma gravar num idiossincrático e rigoroso processo de gravação por pistas, com anotações de tempos e um metrónomo. A nível de captação e por conseguinte do resultado final sonoro da música, grava em igrejas mas também em espaços secos, onde vê com olhos optimistas uma recontextualização acústica, plástica e também simbólica do próprio instrumento.

Irá tocar no órgão da Igreja da Nossa Senhora do Rosário, no qual há anos que queríamos fazer algo que merecesse realmente a pena para todas as partes envolvidas. Eis a ocasião.

 

WEBSITE »

Videos